Feeds:
Posts
Comentários

Archive for junho \30\-03:00 2009

Cascão e Dorinha

O Maurício de Sousa é demais, só ele para criar personagens com deficiência!

Este quadrinho que eu postei aqui de forma rústica é do Cascão e da Dorinha.

O nome de Dorinha foi escolhido em homenagem a Dorina Nowil, uma mulher que perdeu a visão quando ainda era criança, mas não se abateu: ela enfrentou o problema e hoje é um exemplo de força com sua Fundação Dorina Nowil, que trata de cegos.

cascão

cascão fim

Não dá pra ler, vou tentar escanear depois… mas dá pra entender o contexto e perceber o cuidado que o Cascão tem para que a Dorinha não se molhe! Ele também não gosta de se molhar…

🙂

Sou fã do Maurício de Sousa.

Read Full Post »

Idosos em Destaque

“Em um ano, 20 mil idosos foram internados por queda”. Esta foi uma notícia que saiu dia 24/6 no Jornal Destak.

Leia: http://migre.me/2SB0

idosos internados por queda

“Mas calçadas esburacadas e falta de rampas nos prédios também são problemas”, diz a aposentada Odete Balbino, de 83 anos, que já sofreu duas quedas este ano.

A pouco tempo minha vó caiu em uma calçada esburacada e ganhou 3 pinos no fêmur! E muitas outras histórias como esta não é difícil ouvir.

Mas antes das calçadas o perigo pode estar dentro da casa do idoso. Pequenos cuidados podem facilitar a circulação pela casa. Já outros detalhes podem ser uma armadinha!

A recuperação para os idosos é muito mais demorada, portanto todo cuidado é pouco. Eu vou postar aqui aos poucos pequenas intervenções para casa de idosos.

Vocês já viram que é um assunto que está em alta, não é? 🙂

Read Full Post »

Área de Giro

Para um Sanitário ser Acessível, antes de mais nada é preciso ter “área de giro” para a cadeira de rodas. Por isso que eles são maiores.

Em alguns lugares o “erro” não é arquitetônico:

sanitario com cadeira

Não se deve colocar obstáculos dentro do sanitário acessível! Como uma pessoa em cadeira de rodas vai manobrar?

norma 9050

Este desenho da Norma de Acessibilidade mostra a posição de uma cadeira de rodas dentro deste sanitário. Cabe a pessoa escolher a posição que acha mais confortável, por isso o sanitário deve estar livre de barreiras.

No projeto deve ser previsto uma “área de descanso” e depósito de materiais para as pessoas que colaboram com a limpeza. Sanitário Acessível não é pra isso.

Read Full Post »

Por que Heloísa?

A criança trata com naturalidade a questão da deficiência, e aceita muito bem qualquer tipo de convívio.

É importante INCENIVAR O CONVÍVIO de todas as crianças, para que se aprenda sobre a DIVERSIDADE HUMANA. Uma idéia interessante é promover na escola uma tarefa onde as crianças se analisem e concluam que todos tem suas diferenças e particularidades! Um é ruivo, outro é canhoto, negro, usa óculos, é mais magro, tem deficiência, é mais gordinho, precisa ir ao banheiro com mais frequência, enfim.

O livro “Por que Heloísa” da autora Cristiana Soares é um exemplo de INCLUSÃO e deveria ser material de estudo em todas as escolas.

pq heloisa

O livro conta a história de uma criança com deficiência (Heloísa) e seu convívio com outras crianças.

Uma classe “isolada” para crianças com deficiência e outra classe para as “outras” crianças não agregaria valor algum para ambas as classes. Confinar não é incluir.

porque heloisa

As crianças acham o máximo essa diversidade: “eu empurro a cadeira dela”, “não, agora é a minha vez”…

E é claro, as escolas devem estar acessíveis para receber estes alunos!

Os professores também devem estar acessíveis para aceitar a diversidade e não limitar a troca de experiência.

🙂

Read Full Post »

O sachê

Vou lançar aqui uma lista de produtos que não são acessíveis pra ninguém!

Para começar eu indico os sachês de catchup, mostarda e maionese. Eu concordo que desta forma é mais higiênico e econômico, porém é complicado de usar.

sache

E quando conseguimos usar é porque usamos os dentes, o que não é higiênico! E se não abrimos com os dentes o sachê se rasga ao meio fazendo a maior imundice.

Pode ser econômico e higiênico de forma acessível? Sim.

O Mc Donald’s por exemplo tem aquele sistema que a gente aperta a alavanca e o catchup cai num potinho: é uma solução.

Read Full Post »

A Norma NBR 9050 de Acessibilidade está passando por revisão e estará pronta ano que vem.
As reuniões são abertas ao público e sempre começou com muita gente interessada e ontem (18/6/2009) tinha no máximo 15 pessoas.
reunião da Norma

Esta reunião falamos de “Sanitários” e muita coisa está sendo revista.
Quem se interessar por essa reunião e quiser ajudar ou mesmo assistir pode falar comigo! 🙂

Read Full Post »

No segundo e último dia de Jornada eu cheguei atrasada e já tinha começado a palestra do Arquiteto Rogério Romeiro.
Foi bom lembrar que a Norma de Acessibilidade serve de parâmetro para projetar e não pode restringir a criatividade do arquiteto!

Depois eu gostei muito da palestra da arquiteta Sandra Perito, Presidente do Instituto Brasil Acessível e especializada em Moradia Inclusiva.
Ela lembrou que pode existir pessoas de várias gerações usando a mesma casa, por isso deve ser projetada usando os conceitos de Desenho Universal.
E um dos detalhes que nem eu e ninguém havia se atentado é quanto a maçaneta da porta de entrada.
Como eu não levei a minha máquina, peguei essa foto na internet para ilustrar:
maçaneta
A maçaneta instalada desta forma é ideal e pouco usada no Brasil. Desta forma a maçaneta não faz sombra no miolo da fechadura, facilitando o acesso da chave!

A palestra da Arquiteta Patrícia de C. Valadares foi sobre Personalização de Empreendimentos da Construtora Tecnisa, que também foi ótima!
Eles lançaram um empreendimento todo adaptado e ao mesmo tempo bonito, onde a qualidade de vida dos idosos é levada em consideração! O projeto pode ser baixado no site http://migre.me/2vH2 !
Este empreendimento teve muita procura, tanto que a construtora passou este conceito para todos os outros empreendimentos.
Não é jabá, mas a Arquiteta também falou que qualquer intervenção que o cliente precisar com relação a ACESSIBILIDADE não terá custo a mais! Isso eu achei ótimo.

Eu me proponho a visitar pessoalmente (não só através do site) o empreendimento e fotografar, analisar e comentar aqui no blog! Fiquei interessada mesmo.

Peguei esta foto no site deles:

piscina Tecnisa

Se está ótima, adequada ou não eu não posso afirmar com certeza, mas a iniciativa foi ótima e eu espero que as outras construtoras acordem, pois uma moradia deve contemplar todas as gerações, como disse a Arquiteta Sandra Perito.

Read Full Post »

Hoje discutimos muito Acessibilidade. O evento foi ótimo e é sempre bom aprender com pessoas experientes de todo o Brasil. Vou postar aqui apenas alguns detalhes de hoje.

A primeira palestrante foi a arquiteta Adriana de Almeida Prado, que além de falar sobre as Leis e Decretos sobre Acessibilidade, falou uma frase que eu gostei muito: “Trabalhar com Acessibilidade é trabalhar em causa própria, porque vou ser idosa e querer tudo acessível”

Disse também que o celular é o aparelho mais acessível, por ter um desenho padrão que atende o “desenho universal”. Em todo celular há um tipo de “elevação” no número 5, assim o deficiente visual sabe a posição dos números. Além disso uma pessoa com deficiência auditiva se comunica através de mensagens de texto!

Depois palestrou o arquiteto Marcelo Pinto Guimarães, de Minas Gerais que dá aula de Acessibilidade em faculdade, veja o pequeno curriculo dele:  http://migre.me/2ond

Esse slide foi ótimo, mostra como Acessibilidade estará em alta até 2010!

slide do marcelo

Depois teve exposição de alguns fornecedores:
expositores
Daud é uma fábrica de pisos de borracha que está no mercado desde 1935, e também produz pisos táteis.
Esta “cadeira” da Thyssen Krupp é indicada para escadas de residencias e seu preço mínimo é 16 mil reais.

Depois a arquiteta de Santa Catarina: Vera Helena Moro Bins Elydeu um show com seus slides! http://migre.me/2opM

Vera Helena 1
vera helena 2

Para fechar o dia a Arquiteta Presidente da CPA (Comissão Permanente de Acessibilidade – São Paulo) Silvana Cambiaghi, falou sobre sua luta para trazer a Acessibilidade para o Brasil.

silvana

A foto abaixo não ficou muito boa, mas mostra a foto que ela tirou da PRIMEIRA GUIA REBAIXADA de calçada, nos Estados Unidos, em 1972! Por coincidência (ou não) ela estava lá neste dia.

Mais tarde em 1993 ela fundou a CPA, e graças a ela o tema ACESSIBILIDADE começou a ser discutido no Brasil! 🙂

silvana 2

Read Full Post »

Esse vídeo é perfeito.

Item 6.1.5 da Norma NBR 9050/2004: As grelhas e juntas de dilatação devem estar preferencialmente fora do fluxo principal de circulação.
Quando instaladas transversalmente em rotas acessíveis, os vãos resultantes devem ter, no sentido
transversal ao movimento, dimensão máxima de 15 mm.

Read Full Post »

Braille

Braille é um sistema de leitura com o tato para cegos inventado pelo francês Louis Braille.
Braille-
O Braille foi introduzido no Brasil com o trabalho conjunto da Fundação Dorina Nowill para Cegos e do Instituto Benjamin Constant.
braille
Existem brinquedos educativos para ensinar Braille para crianças cegas:
brinquedo em braille
Quem se interessar mais pelo assunto pode ler esta matéria http://www.bengalalegal.com/crianca.php no site “A Bengala Legal”, é um texto muito bem escrito e explica como ensinar Braille a uma criança cega!
Na parte de dentro do meu logotipo as bolinhas são uma célula Braille, já tinha reparado? 🙂

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: