Feeds:
Posts
Comentários

Archive for setembro \27\-03:00 2009

Acessibilidade nas Praias

É difícil encontrar praias acessíveis.

Até chegar próximo ao mar, a areia é fofa e o percurso é dificultado. Não só por pessoas em cadeiras de rodas, mas por carrinhos de bebê.

Também os carrinhos de pastel e bebidas que também precisam chegar até a parte de areia mais consistente, também tem dificuldades!

A idéia não é asfaltar toda a praia, mas criar pontos acessíveis em alguns trechos! Olha essas boas idéias:

praia 1

praia 2

Esta última foto eu peguei no blog Mão na Roda, já que eles são do Rio de Janeiro, observaram este belo acesso. Simples, funcional e atende a todos, até quem está de bicicleta.

😀

Read Full Post »

Playground da Longevidade

O Playground da Longevidade é formado por um conjunto de aparelhos apropriados para a prática de exercícios físicos para pessoas acima dos 40 anos e especialmente para quem já entrou na terceira idade.

Idealizado para promover saúde e aumentar a mobilidade e a capacidade funcional do idoso, o Playground da Longevidade também desenvolve um importante papel na inclusão social, apresentando novas opções de atividades em grupos e, além de tudo, resgata a alegria de viver.

longevidade 1

🙂

longevidade 2🙂

longevidade 3

Estudando sobre “Lazer para Idosos” achei esta empresa: Playground da Longevidade. No site tem o endereço dos parques e áreas de lazer onde já tem instalado este Playground. Qualquer hora eu passo no Parque do Povo para tirar umas fotos, lá tem este equipamento e é muito usado!

É bom lembrar que o envelhecimento da população brasileira é reflexo do aumento da expectativa de vida, devido ao avanço no campo da saúde e à redução da taxa de natalidade. Prova disso é a participação dos idosos com 75 anos ou mais no total da população – em 1991, eles eram 2,4 milhões (1,6%) e, em 2000, 3,6 milhões (2,1%).

Estima-se que em 2020 a população com mais de 60 anos no País deva chegar a 30 milhões de pessoas (13% do total), e a esperança de vida, a 70,3 anos.

😀

Read Full Post »

Projetos Inovadores

Vi esse post no Blog Buteco na Web e vou postar aqui também! Se o autor desse blog ficar bravo eu deleto!

Só não posso deixar de mostrar esta tecnologia pros meus “leitores” hahaha

São 5 aparelhos que facilitam a vida de deficientes visuais! Desenvolvidos por Yanko Design. Olha isso:

imagem 1

O B-Touch é um celular no estilo iPhone com interface braile. Um sistema de voz faz com que os programas funcionem como num celular normal. Possui sistema de navegação, leitor de livros e identificador de objetos.

imagem 2

O Bright-F detecta a luminosidade, saturação e matiz de tecidos coloridos, permitindo que uma pessoa literalmente cega, escolha sua opção de cor. Ele retransmite a informação de cor através de uma voz.

imagem 3

O etiquetador braile permite gerar etiquetas braile para serem coladas em pontos relevantes. Uma solução muito prática para um problema cotidiano.

imagem 4

Esse foi o que eu mais gostei:

O Voice Stick é um avançado scanner de reconhecimento óptico de caracteres projetado para digitalizar livros e reproduzi-los por voz.

imagem 5

O cubo tem seis diferentes materiais básicos: o metal, madeira, tecido, borracha, plástico e pedra. Diferentes texturas tornam a tarefa mais fácil para os deficientes visuais compreenderem o jogo.

😀

Read Full Post »

Braille ebook

Uma equipe de designers coreano desenvolveu um ebook para os deficientes visuais. Ebook chamado Braille, o dispositivo é à base de polímeros eletroativos (EAP) para girar a tela.

ebook

Embora os custos de produção de livros em braile são levantadas, os cegos poderão em breve beneficiar de um ebook. Projetado por designers coreano Yanko Design (Seon-Keun Park, Byung Min-Woo, Sun-Woo e Hye-Jin Sun Park), ebook Braille utilizando polímeros eletroativos (EAP) para girar a tela.

O PAA responde a sinais eletromagnéticos que alterar a sua superfície, permitindo que os personagens aparecem. Os caracteres Braille são produzidos e transcritas imediatamente em PDF de forma independente. Os colaboradores deste projecto estão actualmente à procura de investidores para lançar no mercado.

http://www.innovationlejournal.com

Read Full Post »

CONADI

Participei do Congresso Nacional de Diversidade e Inclusão – CONADI – em São José dos Campos – SP.

Desta vez eu mesma fui a palestrante, junto com o Eurico Pizão que é da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência.

conadi 1

Minha palestra foi sobre DESENHO UNIVERSAL.

conadi 2

As fotos não ficaram boas, por isso vou colocar aqui um dos slides que eu mais falei: o Homem Padrão, que é o conceito que todo arquiteto aprende na faculdade!

Mas existe mesmo o Homem Padrão?

conadi 3

O Neufert é um livro “base” de Arquitetura, com medidas “padrão” para aprendermos a projetar para um “homem padrão” levando em conta que todas as pessoas são assim: “padrão”!!!

Infelizmente não se aprende sobre DESENHO UNIVERSAL (que atende todas as pessoas) na faculdade.

A maioria da platéia era de fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais e apenas uma arquiteta. O debate foi muito interessante e produtivo! Tiramos várias dúvidas.

Aproveitei para assistir uma ótima palestra sobre células-tronco e bater papo com pessoas de outras áreas que também trabalham para a DIVERSIDADE HUMANA.

😀

Read Full Post »

Dentro da Feira de Esportes e Turismo de Aventura, aconteceu o II Seminário Brasileiro de Turismo Adaptado.

Eu era a única arquiteta presente, além da Palestrante Silvana Cambiaghi. A maioria do público presente era de pessoas voltadas ao Turismo e Hotelaria, que buscavam orientações sobre Acessibilidade!

Cristiane Ecker – Avape
Projeto Socorro Acessível

1

Ricardo Shimosakai – Freeway Acessível/Turismo Adaptado
Destinos Acessíveis

A Freeway tem quatro destinos acessíveis no Brasil: Itacaré, Foz do Iguaçú, Rio de Janeiro e Pantanal.

2

Silvana Cambiaghi – Comissão Permanente de Acessibilidade
Desenho Universal para o Turismo

Eu já assisti umas 12 palestras da Silvana, e em todas as vezes eu aprendi coisas novas sobre Acessibilidade!

Dessa vez ela falou sobre sua volta ao mundo e locais acessíveis e adaptados. E como arquiteta especializada em Acessibilidade e bem viajada, ela fala com muita propriedade do assunto.

3

Viviane Sarraf – Museus Acessíveis
Acessibilidade em Museus

5

O que mais encontramos em Museus são obras inacessíveis, isoladas por uma caixa de vidro. Isso exclui muitas pessoas do acesso a obra. Agora essa cultura de “proteger” demais as obras está acabando e cada vez mais os Museus estão acessíveis para todas as pessoas.

4

Outro exemplo é uma construção muito antiga que tem acesso dificultado até para quem não tem nenhuma deficiência, então foi feita uma maquete igualzinha a obra.

Quando falamos de Museus Acessíveis devemos lembrar que todas as pessoas tem direito a informação. Tanto em Museus na nossa cidade como em qualquer lugar do mundo. Se caso o acesso é impossível, como uma caverna, por exemplo, podemos ter a reprodução de uma caverna em um estúdio, com as mesmas texturas, iluminação, desenhos rústicos, tv passando vídeo da visita a caverna, etc.

Não basta ter acessibilidade arquitetônica com rampas e sanitário adaptado. Todas as obras tem que ter acesso.

😀

Read Full Post »

Estive no Feira de Esportes e Turismo de Aventura, no Pavilhão Imigrantes, em São Paulo. Também teve um pouco de Turismo Adaptado.

Tinha de tudo: test drive com carros de aventura, parede de alpinismo, rampa de gelo, barracas de acampamento, enfim.

Dei uma volta rápida na feira e fotografei algumas coisas interessantes e dentro do contexto aqui do blog. Depois faço outro post sobre as palestras.

avape

Avape.

brinquedo criança deficiente

Brinquedos para crianças com deficiência.

móveisMóveis de papelão!

kojima

Esta empresa tem revestimentos lindos, além do Piso Tátil de MDF, que não tem no site! Depois vou ligar lá e perguntar quanto custa. Kojima.

surf

Surf Especial!

🙂

Read Full Post »

Este feriado fui para Santos (litoral de São Paulo) e fiquei na casa de parentes.

Não tive como NÃO analisar o edifício que fiquei, pois da janela percebi o quanto a rampa de acesso é usada!

Há uma feira livre próxima e as moradoras sempre chegavam com seus carrinhos de feira. Algumas mães com seus carrinhos de bebês e uma pessoa em cadeira de rodas também.

predio santos

Tirei essa foto de noite, da janela do apartamento, para mostrar que a entrada é bem iluminada! E tem também a opção da escada.

Até aí estava bom demais. Pois me falaram que em uma reunião de condomínio um morador (que usa cadeira de rodas) reclamou que não tem acesso à piscina do prédio!

Aí eu fui lá ver, claro!

predio santos piscina fail

E não tem acesso mesmo!

Aí alguns moradores falaram que ele deveria ter visto isso antes de se mudar. O morador disse que tem direito. Enfim.

Todas as áreas úteis do prédio devem ser acessíveis, pois todos os moradores pagaram o mesmo valor pelo imóvel e todos pagam o mesmo condomínio! Por isso todos tem os mesmos direitos.

O erro neste caso é de projeto mesmo. É um prédio novo, e nos dias de hoje é inaceitável um edifício ser concebido sem acessibilidade. O arquiteto deve pensar em um empreendimento para a vida toda e para todas as fases da vida.

Este tipo de acesso para a piscina exclui alguns moradores do convívio social.

Se teve preocupação com o acesso geral ao prédio, por que não ter a mesma preocupação com as áreas de lazer?

Read Full Post »

Hoje…

Em um blog bem legal de decoração vi este banheiro contemporâneo.

[Banheiro = tem espaço para tomar banho. Sanitário = não tem espaço para tomar banho.]

pequeno

O arquiteto teve muito trabalho para organizar todas as funções de um banheiro neste espaço pequeno.

Está muito bem resolvido!

Mas será que é confortável? Será que qualquer pessoa tomaria um banho levantando os dois cotovelos ao mesmo tempo para lavar a cabeça? Uma mãe consegue dar banho no seu filho aí?

Read Full Post »

Antigamente…

Vale a pena por curiosidade saber como surgiu a primeira cadeira de rodas! Veja este site.

Essas fotos mostram como antigamente a questão do “espaço” não era o problema. Pouco importava o quanto a cadeira de rodas ia ocupar. O conforto era levado em conta!

cad1

cad2

Como eu sou fã de arquitetura antiga, tirei algumas fotos de um banheiro projetado em 1928 pelo arquiteto Ramos de Azevedo. Este é o sanitário da Casa das Rosas, localizado na Av. Paulista, em São Paulo.

casa das rosas1

casa das rosas2

Este banheiro não é chamado de acessível. Mas precisa?

Se for analisar este “quarto de banhar” com um sanitário adaptado da Norma de Acessibilidade, seria necessário fazer adaptações mínimas. Por isso eu sou fã de arquitetura antiga.

É acessível, claro. E qualquer cadeira de rodas cabe aí dentro, inclusive aquelas cadeiras de rodas que estão nas fotos no início do post.

Claro, eram outros tempos. O custo do metro quadrado era mais barato, etc.

Nos dias de hoje pode parecer exagero projetar um banheiro deste tamanho. Mas creio que exagero é projetar banheiros minúsculos onde se tem varandas enormes, sem contar que as janelas são minúsculas e as vezes nem tem janela.

Tenho visto apartamentos novos onde a pedra do lavatório tem que ser “recortada” para que a porta possa ser aberta!

Um sanitário ideal é aquele que conseguimos usar com conforto em todas as fases da vida: crianças acompanhadas, adultos com o pé quebrado, idosos, visitantes em cadeira de rodas, pessoas obesas, etc.

😀

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: