Feeds:
Posts
Comentários

Archive for janeiro \29\UTC 2010

Guardiã da Av. Paulista

Vale a pena assistir esse vídeo e saber um pouco mais do trabalho da Julie, Guardiã da Av. Paulista, que já me serviu de modelo para eu mostrar aqui um sanitário acessível!

CLIQUE AQUI

😀

Read Full Post »

Há cinco anos (desde que me formei em Arquitetura) só trabalho com acessibilidade e já realizei cerca de 4 mil vistorias técnicas.

Percebi ao longo desse tempo que a presença de escadas é sempre constante, tanto para acessar a edificação quanto para se deslocar de um pavimento para o outro.

Quando a edificação possui uma plataforma elevatória, dificilmente funciona sem algum tipo de ajuda. Os elevadores que atendem um pavimento apenas, sempre estão em manutenção e são de difícil utilização e não garantem segurança ao usuário.

Quando vou a algum lugar com a minha amiga cadeirante e ela precisa usar a plataforma elevatória, temos que nos encher de paciência. Da última vez perdemos vinte minutos esperando alguém fazer a plataforma funcionar. E é constrangedor, pois muitas vezes esta “ajuda” vira um evento.

Conheci uma marca de plataformas e elevadores de confiança. Finalmente. Achei o que faltava para completar o meu trabalho, já que ficava sempre devendo uma indicação de uma plataforma eficiente.

Entrei em contato com essa fábrica e ontem fui conhecer! Eles são especializados em acessibilidade: atendem a risca todas as Normas Técnicas de Elevadores e Plataformas, e vendo ao vivo pude ter certeza da qualidade do equipamento e comprometimento com o ser humano.

Resumindo, firmei uma parceria com a Montele Elevadores.

Estou muito feliz! 😀

Read Full Post »

Não sou cadeirante e fico imaginando como que uma pessoa de cadeira de rodas faz se precisar sair sozinho na chuva!

Esse mês está chovendo muito!

Pesquisando na internet achei essa solução:

Achei também, no blog do Jairo Marques, essa foto:

Será que existe para vender uma cadeira com guarda-chuva como esta?

Se você conhece outro tipo, me manda que eu coloco aqui. Mesmo se for gambiarra, já vale.

🙂

Uma pessoa em cadeira de rodas ocupa mais espaço do que uma pessoa de pé, sendo assim, a pessoa em cadeira de rodas se molha muito mais em dias de chuva. O ideal seria ter um guarda chuva bem maior que este da foto.

Read Full Post »

Para fazer este post eu pedi para a minha amiga Julie ( @guardiapaulista ) servir de modelo!

Este sanitário adaptado é ótimo, pois tem acesso através de duas portas de correr.

Veja como a Julie tem espaço para manobrar sua cadeira!

Ela pode escolher sua posição preferida para se transferir pro vaso. Por isso que ali não há nenhum obstáculo!

A única observação a ser feita é quanto a distância entre a barra de apoio e o lavatório.

Esta distância deve ser de 4 centímetros, e se for maior a pessoa em cadeira de rodas não alcança com conforto no lavatório.

Mas repare que a maçaneta é tipo alavanca e o lavatório não tem coluna até o chão, o que facilita a aproximação frontal!

😀

Quando a Julie não está usando este sanitário, as outras pessoas podem usar, PORÉM devem avisá-la e manter o sanitário limpo. A prioridade é sempre da pessoa em cadeira de rodas.

Read Full Post »

Revestimentos de Calçadas

Veja alguns revestimentos adequados e outros inadequados para calçadas!

Primeiro os revestimentos ADEQUADOS:

Revestimentos INADEQUADOS:

O que eu penso sobre calçadas:

Pra mim uma calçada ótima é aquela que passa despercebida. Se a gente tiver que ficar se preocupando em olhar para o chão a calçada já não é boa.

Em Shopping o piso é sempre perfeito e sem desníveis justamente para a gente só olhar para a vitrine. Nas ruas este conceito deve ser o mesmo. Tem uma foto com o revestimento “placas pré-moldadas de concreto”, localizado na Rua Oscar Freire. E lá, por ser uma área nobre e de lojas chiquérrimas, o consumidor não pode jamais se preocupar em tropeçar.

E por que esta idéia não é levada para toda a cidade?

🙂

Read Full Post »

Muitos estudantes de arquitetura estão em época de escolher um tema para seu trabalho final de graduação, o tão temido TFG (ou TCC).

Também passei por esta difícil escolha e vou ajudar vocês!

Vou confessar que me arrependi muito de ter aberto muito o leque, pois se tivesse tido mais foco meu trabalho ficaria melhor. Fiz um Parque Multisensorial, mais voltado para pessoas com deficiência visual, mas também projetei dentro do Parque todos os equipamentos e quase fiquei louca. Por isso eu dou a dica: não queira abraçar o mundo.

Aí vão as dicas:

  • Avaliação Pós Ocupação do ambiente construído: fazer uma análise de um edifício levando em consideração os itens da Norma de Acessibilidade NBR 9050/2004, levantando os pontos positivos e negativos e com isso propor melhorias.
  • Hotel para receber várias equipes paraolímpicas e que depois o hotel seja frequentado por todas as pessoas com mais conforto que outros hotéis.
  • Adaptações em centros esportivos existentes, lembrando que 2010 é ano de Copa;
  • Rota turística acessível, interligando os principais pontos: como chegar, percursos, roteiro. Exemplo: o produto final pode ser um mapa com legenda indicando o que tem de acessibilidade em cada museu do determinado bairro, e a localização dos locais para transporte público acessível, estacionamento, bicicletário, etc.
  • Mobiliário urbano, incluindo o projeto de sanitários públicos acessíveis e resistentes a vandalismo, ação do tempo e manutenção. Também bancos confortáveis na sombra, bebedouros acessíveis…
  • Sinalização visual urbana levando em consideração os contrastes, informações nas esquinas com o nome da rua em Braille, mapa de arredores, etc.
  • Adaptação para residência de um casal de idosos ou até mesmo uma ILPI – Instituição de Longa Permanência para Idosos (vulgo asilo). Essa adaptação deve prever boa iluminação, eliminação de degraus isolados, instalação de corrimãos em locais de risco de queda, eliminação de móveis com quinas, etc.
  • Ergonomia: desenho de mobiliário para qualquer pessoa utilizar, ajustável de acordo com sua necessidade.
  • Zoológico acessível – integração – animais em auto-relevo para que uma pessoa com deficiência visual tenha a mesma compreensão de uma pessoa que está vendo o animal.
  • Apartamento acessível decorado. As construtoras nunca fazem lançamentos de decorados acessíveis. A pessoa com deficiência também tem direito a um ambiente bem decorado e projetado. Essa adaptação pode ser para um deficiênte visual, com aviso sonoro, diferentes texturas, aromas, etiquetas em Braille nas roupas, etc.
  • Parque de diversão com brinquedos acessíveis para uma pessoa em cadeira de rodas. Exemplo: carrossel; carrinho de batidas (e por que não?), montanha russa, etc.
  • Supermercado: disposição de produtos, sinalização, corredores, leitores de barras para pessoas com deficiência visual, conforto para idosos (eles adoram fazer compras), outra proposta para o caixa de pagamento, etc.

 Por enquanto é só isso. Se eu lembrar de mais dicas eu atualizo esse post. Por enquanto vão pensando nesses, e qualquer dúvida pode gritar.

😀

Read Full Post »

Feliz 2010!

Olá queridos leitores, desejo a todos vocês um ótimo 2010!

Espero mesmo que as pessoas sejam melhores e respeitem mais o próximo:

– que as vagas reservadas para pessoas com deficiência sejam respeitadas;

– que a venda de porta com largura inferior a 80 centímetros seja proibida;

– que os arquitetos projetem mais rampas;

– que diminua o preço de barras de apoio, corrimão, plataformas elevatórias…;

– que os sanitários acessíveis nunca estejam trancados a 7 chaves;

– que cada cidadão cuide bem de sua calçada;

– que os estádios para a Copa aqui no Brasil seja acessível para todas as pessoas;

– que os acessos até os estádios sejam acessíveis;

– que mais escolas e hospitais sejam acessíveis;

– que as pessoas passem a respeitar mais os idosos, etc.

Parece sonho? Então vamos sonhar juntos em 2010 ???

Desejo a todos bastante acessibilidade!

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: